A Daza Filmes busca realizar projetos inovadores, capazes de promover reflexão acerca do mundo em que vivemos e atuar de forma diferenciada na economia da cultura no Brasil. Apesar de oficialmente criada em 2010, a Daza já existe há mais tempo no desejo de cada uma de nós. A ideia de pensar sobre o cinema e de produzir da forma em que acreditamos sempre nos motivou. O nascimento da produtora selou uma união de forças em busca da realização de tudo que idealizamos, individual e coletivamente. A palavra “parceria” ganhou novos significados e somou conceitos como risco, intuição, rigor e profissionalismo. Para nós, fazer bem, é fazer com vontade! Nós produzimos o que queremos ver. Seja um filme, um festival, um espetáculo ou qualquer obra artística com um bom conceito e uma forte motivação.

A Daza não pretende reproduzir modelos culturais prévios, mas pensar outros caminhos e aprender sempre algo novo no processo. Como diria Orson Welles, experimentar é o que mais nos entusiasma! Acreditamos que cada projeto tem suas especificidades e seu próprio caminho de realização. Por isso, a forma da Daza se molda em função dos projetos que realiza, que estão apresentados aqui neste espaço virtual.

Agradecemos a visita!

Carol Benjamin, Leandra Leal e Rita Toledo

Mecanismos de incentivo e fundos de investimentos conquistados

Canais de televisão parceiros

Distribuidoras e Agentes de Venda parceiros

Empresas e institutos parceiros

Produtoras parceiras

Atividades de Mercado e Prêmios recebidos
CarolBenjamin_director

Carol Benjamin
Sócia-fundadora

Responsável por coordenar a Daza Filmes desde sua fundação, Carol recentemente foi selecionada pelo Marché du Film para o Films From Rio, programa de um ano de consultorias com o objetivo de internacionalizar projetos de ficção, levando realizadores cariocas ao Rio Market, Ventana Sur e Cannes. Como roteirista e produtora, Carol atualmente lança o longa-metragem DIVINAS DIVAS, de Leandra Leal, o documentário com maior público nos cinemas do Brasil em 2017, e o longa híbrido CAPOEIRA, UM PASSO A DOIS, de Jorge Itapuã, com première internacional no Festival de Havana. Formada em Comunicação Social pela PUC- Rio, Carol concluiu o curso livre de Roteiro para Cinema da EICTV – Cuba, e o curso intensivo de Roteiro para Série de TV oferecido pelo Columbia University (EUA) no Rio de Janeiro. IRAMAYA é sua estreia na direção de longas documentais.

Rita Toledo3

Rita Toledo
Sócia-fundadora

Rita Toledo é carioca, mas atualmente vive em Los Angeles, onde realizou Mestrado no AFI-American Film Institute Conservatory com uma bolsa Fulbright-CAPES. Graduada em Ciências Sociais pela UFRJ, Rita é mestre em Comunicação Social pela ECO-UFRJ. Atualmente escreve seu segundo roteiro autoral de longa-metragem. O primeiro estreou nos cinemas sob o título de NOITE DE REIS, dirigido por Vinícius Reis. Por seu papel no filme, Enrique Diaz recebeu o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Brasília 2012. Desde então, Rita trabalha como roteirista em produções nacionais e internacionais, também escrevendo e dirigindo documentários. Roteirizou, produziu e dirigiu em 2009, com Isabel Joffily, o documentário UMA FESTA PARA JORGE, um programa DOC TV para a TV Brasil. Rita começou sua carreira produzindo e escrevendo filmes de curta-metragem, entre eles O SOM E O RESTO(2007), dirigido por André Lavaquial, que foi selecionado em Cannes 2008, San Sebastian Film Festival 2007 e Clermont Ferrand 2008.

leandraleal

Leandra Leal
Sócia-fundadora

Em seu aniversário de 20 anos de carreira como atriz, Leandra lança o DIVINAS DIVAS, seu primeiro longa-metragem como diretora. O filme se tornou o documentário mais visto nos cinemas do Brasil em 2017. Foi vencedor de três prêmios do público (SXSW 2017, Festival do Rio 2016 e Festival de Aruanda 2016), além do Prêmio Felix no Rio e Melhor Direção em Aruanda, e é seleção oficial do HotDocs 2017. Leandra também dirigiu o videoclipe "Na Veia", do grupo Cordel do Fogo Encantado, e dois espetáculos teatrais – “Impressões do meu quarto”, com textos próprios, e “Mercadorias e Futuro”. É curadora e sócia proprietária do Teatro Rival Petrobras. Como atriz, começou sua trajetória no cinema aos 13 anos, quando protagonizou "A Ostra e o Vento", de Walter Lima Jr. Recebeu mais de 20 prêmios de atuação, dentre eles Biarritz, Fenix, APCA, Gramado, Academia Brasileira de Cinema e Festival do Rio.